CAMPANHA DA FRATERNIDADE
FAZER O BEM , FAZ BEM!
FAÇA VOCÊ SEMPRE QUE PUDER. 



GRUPO TRABALHADORES DA GRAÇA
É O NOSSO GRUPO DA ENFERMARIA TECAFIANA
PATRONO DO GRUPO DR. BEZARRA DE MENEZES
TODOS OS SABADOS DE ATIVIDADES .



As almas que de crianças que comparecem nos terreiros de Umbanda são criaturas infantis que desencarnaram em tenra idade. Essas entidades são a verdadeira expressaõ da alegria e honestidade. Dessa forma apesar da aparencia fragil, são verdadeiros magos e conseguem alcançar seus objetivos com imensa força.
As almas das criaanças desencarnadas e habitantes de planos astrais ligados a Umbanda estão em correlação direta com os principios que regem os orixa Ibeji de pureza e inocencia não tendo o seu carater contaminado por habitos e vicios inferiores .
É uma falange de espiritos que assumem a forma e modos de mentalidades infantil. Como no plano material , também no plano espiritual a criança não se governa , tem sempre que ser tutelada normalmente as crianças de umbanda estão sobre a direção de um preto velho ou caboclo que tem a responsabilidade de seu comportamento na gira . A festa em comemoração aos ibejis são feitas com muita alegria , doces comidas , bolos , brimquedos e brincadeiras. 

Tais entidades demostram em suas atitudes a pureza , mas identificam as falhas e vicios dos encarnados , não se calam em suas consultas e mesmo na sua instrutura infantil, tem mas poder do que imaginamos , mas como não são levadas muito a serio , o seu poder de ação fica oculto são conselheiros e curadores por isso associados a são Cosme e são Damião, curadores associados a magia dos elementos.

Umbanda genuina

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CABOCLOS NA UMBANDA

Caboclos, comum a toda casa de umbanda, esta entidade tem uma força indescritível de caráter e propósito em todos os trabalhos que se realiza. São eles quem direciona e comanda toda banda, inclusive as demais linhas. Está entidade na maioria das casas são chefes de coroa onde respondem e atuam no médium,  uma frase muito interessante que certa vez ouvi de um caboclo, assim que acabou de dar um sermão sobre igualdade aos filhos, ele se posicionou e dirigiu-se a alguns médiuns dizendo:


“… A diferença entre nós, os caboclos, e os orixás, é que todo orixá tem um grande amor a seus filhos e descem com os olhos fechados e o coração aberto e nós os caboclos descemos com o coração aberto e os olhos também, orixá é amor e nós somos amor e também razão…”.


Na nossa casa, o TECAF, nosso caboclo mentor é o Caboclo Flecheiro da Cobra Coral, um caboclo maravilhoso com firmeza no olhar e de fortes decisões, espírito abnegado que muitas vezes nos faz refletir o quanto estamos errados ou iludidos. Nos ensina que na Umbanda, religião de amor e de fortaleza tem que haver disciplina.


Caboclo espírito magista que trabalha com a força da natureza e dos Orixás tendo de suas vidas passadas muita sabedoria.
É atuante na magia como, desmanche de baixa magia, banhos de descarga, sacudimentos e muitos trabalham na linha de cura.
Acredito ser o caboclo na Umbanda representado como fortaleza do médium.

Sarava!

 
 
 
.

OS EXUS NA UMBANDA 

SÃO GUARDIÕES 

 

Os Exus, são a linha de trabalho mais ligada a Crosta onde habitamos, e por este motivo seus hábitos são mais parecidos com os dos seres humanos. São mais telúricos em geral. 

Porém, são trabalhadores sérios e que precisam, como todos os outros, trabalhar prestando a caridade… Muitas vezes mau interpretados ou mau doutrinados, cabe a cada um de nós sabermos como conduzir esta evolução, este é o nosso papel. Eles nos ajudam e nós os ajudamos mutuamente dentro dessa grande escala evolutiva.

Os Exus fumam e bebem, porém poucas pessoas sabem que é uma forma de trabalharem com os elementais, que lhes é peculiar. Existem várias formas de incorporação, mas a única coisa que os difere de espíritos malignos é a certeza de servirem a Grande Lei Divina, por mais que sejam espíritos menos iluminados, sabem do seus importantes papéis dentro dessa grande guerra santa entre o bem e o mal.

Os Exus vibram em esferas mais primitivas, pois precisamos muito desses trabalhadores lá. Uma certa vez conversando com um exu, ele me disse:“Eu sei que ainda estou evoluindo, mas mesmo nas trevas podemos servir ao Grande Pai. Essa é a nossa diferença daqueles que difundem o mal. Nós vamos onde for necessário para fazer a caridade e servir a Deus”.

Laroiê Exu !!! 

“Não derrubo quem não merece, nem elevo quem não fizer por merecer”.

Não traio ninguém, mas também não deixo de castigar um traidor…

Não castigo um inocente, mas não perdôo um culpado.

Não dou a um devedor, mas não tiro de um credor.

Não salvo a quem quer se perder, mas não ponho a perder quem quer se salvar.

Não ajudo a morrer quem quer viver, mas não deixo vivo quem quer se matar.

Não tomo de quem achar, mas não devolvo a quem perder.

Não pego o poder do senhor da Luz, mas não recuso o poder do senhor das Trevas.

Não induzo ninguém a abandonar o caminho da Lei, mas não culpo quem dele se afastar.

Não ajudo quem não quer ser ajudado, mas não nego ajuda a quem merecer.

Sirvo à Luz, mas também sirvo às Trevas.

No meu reino, eu mando e sei me comportar.

Não peço o impossível, mas dou o possível.

Nem tudo que me pedem eu dou, mas nem tudo que dou é porque me pediram.

Só respeito a Lei do Grande da Luz e das Trevas, e nada mais.

É por isso que o Grande exige de mim; portanto, é isso eu exijo dos que habitam o meu reino.

Não faço chorar o inocente, mas também não deixo sorrir ao culpado.

Não liberto o condenado, mas não aprisiono o inocente.

Não revelo o oculto, mas não oculto o que pode ser revelado.

Não infrinjo a Lei e pela Lei não sou incomodado…

EXTRAIDO DO LIVRO ‘ GUARDIÃO DA MEIA NOITE”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

CALENDARIO.

CIGANOS NA UMBANDA 

São entidades que há muito tempo trabalham na Umbanda, mas normalmente se manifestam sob domínio de outras linhas como a linha da esquerda, a linha do oriente, entre outras. Isso é possível pelo fato da energia de trabalho ser a mesma, o que muda é a forma de manipular os fluídos, uma vez que os ciganos usam uma relação material, energética, elementar e natural, assim como o povo da esquerda, enquanto que o povo do Oriente manipula essas elementos através de seu magnetismo espiritual.

Sempre se faz necessário deixar claro que uma coisa é ‘Magia do Povo Cigano’, ou ‘Magia Cigana’, e outra coisa bem diferente são as Entidades de Umbanda que se manifestam nesta linha de trabalho. Existe uma pequena semelhança somente no poder da Magia, mas suas atuações são bem diferentes pois as Entidades de Umbanda trabalham sob domínio da Lei e dos Orixás, conhecem Magia como ninguém e, principalmente, não vendem soluções ou adivinhações.

Entre as legiões de Ciganos os nomes mais conhecidos são: Cigano Pablo, Wlademir, Ramirez, Juan, Pedrovick, Artemio, Hiago, Igor, Vitor e tantos outros. Da mesma forma temos as ciganas, como: Esmeralda, Carmem, Salomé, Carmencita, Rosita, Madalena, Yasmin, Maria Dolores, Zaira, Sunakana, Sulamita, Wlavira, Iiarin, Sarita e muitas outras também.

Os espíritos que se manifestam como Ciganos na Umbanda não trabalham a serviço do mal ou para resolver nossos problemas a qualquer custo, mas é importante saber que eles dominam a MAGIA e preservam a LIBERDADE e ,tanto quanto em  qualquer outra linha de trabalho da Umbanda, teremos aqueles espíritos que não agem dentro do contexto da Lei, os chamados ‘quiumbas’, que se encontram espalhados pela escuridão e a serviço das Trevas. Portanto, é imprescindível o bom nível espiritual do médium para trabalhar com essa linha para que não atraia esses tipos de espíritos pela Lei da Afinidade.

Os Ciganos usam muitas cores em seus trabalhos, mas cada Cigano tem sua cor de vibração no plano espiritual e uma outra cor de identificação. Uma das cores, a de vinculação vibracional, raramente se torna conhecida mas a de trabalho deve sempre ser conhecida para prática votiva das velas, roupas, etc.

É muito comum os Ciganos usarem em seus trabalhos moedas antigas, fitas de todas as cores, folha de sândalo, punhal, raiz de violeta, cristal, lenços coloridos, folha de tabaco, tacho de cobre, de alumínio, cestas de vime, pedras coloridas, areia de rio, vinho, perfumes, baralho, espelho, dados, moedas, medalhas e até as próprias saias das ciganas, que são sempre muito coloridas, como grandes instrumentos magísticos de trabalho.

Os Ciganos são dotados de uma sabedoria esplendorosa, trabalham com lindos encantamentos e magias e os fazem por força de seus próprios mistérios, escolhendo datas certas em dias especiais sob a regência das diversas fases da Lua.

Gostam muito de festas e todas elas devem acontecer com bastante música, dança, frutas, todas que não levem espinhos de qualquer espécie, com jarras de vinho tinto com um pouco de mel e ainda podemos fatiar pães do tipo broa, passando em um de seus lados molho de tomate com algumas pitadas de sal ou mel. Não podemos esquecer: flores silvestres, muitas rosas, velas de todas as cores e, se possível, incenso de lótus.

Adoram fogueiras onde dançam e cantam a noite toda, aproveitando do poder das salamandras para consumir todo o negativismo e acender a chama interna de cada Ser.

Os Ciganos têm em Santa Sara Kali as orientações necessárias para o bom andamento das missões espirituais.

Salve o Povo Cigano!



aspas01

O USO DO FUMO NOS TERREIROS DE UMBANDA

O fumo é a erva mais tradicional da terapêutica psico-espiritual praticada em nossa religião. Originário do mundo novo, os nativos fumavam o tabaco picado e enrolado em suas próprias folhas, ou na de outras plantas, conhecendo o processo de curar e fermentar o fumo, melhorando o gosto e o aroma.
Durante o período físico em que o fumo germina, cresce e se desenvolve, arregimenta as mais variadas energias do solo e do meio ambiente, absorvendo calor, magnetismo, raios infravermelhos e ultravioletas do sol, polarização eletrizante da lua, éter físico, sais minerais, oxigênio, hidrogênio, luminosidade, aroma, fluidos etéreos, cor, vitaminas, nitrogênio, fósforo, potássio e o húmus da terra. Assim, o fumo condensa forte carga etérea e astral que, ao ser liberada pela queima, emana energias que atuam positivamente no mundo oculto, podendo desintegrar fluídos adversos à contextura perispiritual dos encarnados e desencarnados.
O charuto e o cachimbo, ou ainda o cigarro, utilizados pelas entidades filiadas ao trabalho de Oxalá são tão somente defumadores individuais. Lançando a fumaça sobre a aura, os plexos ou feridas, vão os espíritos utilizando sua magia em benefício daqueles que os procuram com fé.
Os solos com textura mais fina, com elevado teor de argila, produzem fumos mais fortes, como os destinados a charutos ou fumos de corda, enquanto os solos mais arenosos produzem fumos leves, para a fabricação de cigarros.
No fabrico dos charutos (palavra derivada do tâmil churutu), as folhas, após o processo de secagem, são reunidas em manocas de 15 a 20 folhas e submetidas a fermentação, destinada a diminuir a percentagem de nicotina, aumentar a combustividade do fumo e uniformizar a sua coloração.
Os tipos de fumo mais utilizados na confecção dos charutos brasileiros são: Brasil-Bahia, Virgínia, Sumatra e Havana.
Nos trabalhos umbandistas é muito utilizado por Exu Bombogira. A cigarrilha de odor especial, quando utilizada por esta entidade, melhor se ajusta ao descarrego do magiado, por proporcionar-lhe mais tranquilidade.
Os cigarros são utilizados para fins mais materiais, normalmente relacionados com negócios financeiros.

Os charutos de fumo grosseiro e forte são peculiares à magia dos Exus, enquanto os charutos de fumo de melhor qualidade são usados por Caboclos.
Já os Pretos-Velhos dão preferência aos cachimbos, nos quais usam diversos tipos de mistura de ervas, como o alecrim, a alfazema e outros, além de utilizarem cigarros de palha, impregnando assim os elementos com a sua própria força espiritual, transformando o tradicional “pito” em um eficiente desagregador de energias negativas. Desta maneira, como o defumador, o charuto ou o cachimbo são instrumentos fundamentais na ação mágica dos trabalhos umbandistas executados pelas entidades. A queima do tabaco funciona como um defumador individual, próprio, dirigido ao objetivo do Guia, que não traz nenhum vício tabagista, como dizem alguns, representando apenas um meio de descarrego, um bálsamo vitalizador e ativador dos chakras dos consulentes.
Vemos assim que, como ensinou um Pai Velho, “na fumaça está o segredo dos trabalhos da Umbanda”.

Texto de exemplo

Este é um texto de exemplo dentro de sua coluna recém criada.

Umbanda pura é caridade!

O pão destinado a sua boca , ninguém comerás! 

caboclo das sete encruzilhadas

O perdão que humilha é vingança desfarçada.

Tranca Rua das Almas

Saravá!











 


aspas02

terreiro de umbanda!

conheça algum

__________________

ESTAMOS PERTO DE VOCÊ, VENHA CONFERIR!

SÁBIAS PALAVRAS DE NOSSOS guias e dirigentes, VENHA CONHECÊ-LOS!


PROJETOS SOCIAIS E EVENTOS

__________________

em captação

escola
projetos  INFANTIS

em captação

esportes
CARREIRAS ESPORTIVAS

em captação

universidade
INSENTIVOS PARA UNIVERSIDADES

projetos em captação.

ENVIE SUA MENSAGEM ON-LINE

__________________


ENTRE EM CONTATO CONOSCO

__________________


ATENDIMENTO GERAL
umbanda.tecaf@gmail.com

AGENDAMENTOS

ATENDIMENTO GERAL
(21) 3285-7516 – 4106-7102

AGENDAMENTOS